Google+ Followers

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Além da política.....






Queridos amigos, ou ao menos aqueles que ainda me consideram amiga, apesar da minha posição política....

Eu gostaria compartilhar com vocês algumas considerações, que não tem nenhuma ligação direta com a atual campanha eleitoral, porque já cansei das demagogias e das mentiras e da ignorância alheia.
Não....eu queria compartilhar uns pensamentos meus.
Andei refletindo esses últimos tempos sobre a tão falada inclusão.
A inclusão dos pobres na classe média, por exemplo.

Eu acho q nenhum programa político de nenhum dos partidos existentes tenha trazido ou trará qualquer verdadeira inclusão.
Porque eu acredito que o atual sistema classista é muito mais um problema cultural, do que um problema econômico....e por isso, precisa ser combatido à nível cultural e não somente à nível político/econômico.
Politicamente se defende a ideia que a classe social depende do seu salário, mas isso não é bem assim.
O que realmente muda sua classe social, é o conhecimento. O dinheiro muda apenas sua classe econômica...nem sempre sua classe econômica determina o lugar que você tem na sociedade.
Uma sociedade só fica forte quando há igualdade social/cultural...não com a igualdade econômica!!!
Dinheiro é algo passageiro...em certos tempos da sua vida, você pode estar financeiramente bem...em outros você pode estar encrencado....o que fica é aquilo q você sabe...seu conhecimento, sua cultura, aquilo que você aprendeu. Ter dinheiro, uma mansão e um carro importado não faz de você alguem com quem se possa conversar e debater....sua educação e seu nível de conhecimento, esses sim , fazem de você alguem que possa acrescentar valor a vida de outros!

Dinheiro não é o verdadeiro poder! CONHECIMENTO é !
Conhecimento é algo que nenhuma circunstância econômica pode tirar de você.

O atual governo brasileiro tem como objetivo realizar os sonhos econômicos de todos ( pelo menos se você acreditar nas propagandas eleitorais!)... mas programas que trariam uma verdadeira mudança social profunda, não há.
O segredo para uma nação fortalecida, é a qualidade, não a quantidade....ou melhor ainda....a quantidade UNIDA a qualidade! Mais BOAS escolas, com boa estrutura predial, que seja um convite para classes mais abastadas a matricular seus filhos nelas....a diminuição de incentivos para escolas particulares, um MEC mais bem estruturado que tem como meta principal a qualidade de ensino e não ideias esdrúxulas de facilitar a língua portuguesa ou ampliar programas de educação sexual.Não apenas mais cursos ou mais universidades e sim, mais BONS cursos e mais BOAS universidades.

A fome se combate mais duradoramente com a ampliação de escolas, do que com programas governamentais a base de bolsas....porque as bolsas podem somente mudar uma situação de emergência, servindo como operação "tapa-buraco"....mas a longo prazo é preciso que a sociedade inteira mude profundamente, senão vamos continuar ainda nos próximos 100 anos discutindo, se o PT é melhor do que o PSDB e a conversa nunca sairá disso!!!

É necessário lembrar, que toda mudança real precisa partir de nós mesmos. Precisamos entender que somos de fato iguais....quem já recolheu ossos num cemitério ou quem já prestou atenção na aula de biologia, sabe disso!
Nossas cabeças também não são diferentes...a faxineira tem sonhos de felicidade e amor iguais a dondoca que a contratou e os olhos do gari certamente brilham tanto quanto os do gerente de uma loja quando ambos pensam no dia de folga que pretendem passar na praia com os filhos....

Nosso desafio social é mudar, porque do jeito que está, não pode continuar.
A política cheia de demagogia e falsas promessas precisa ser reciclada...mas isso só vai acontecer se a sociedade brasileira passa a cobrar os serviços prometidos, que são um direito nosso e não um favor que alguém nos faz!
E claro que além de cobrar, o nosso comportamento precisa mudar. Nós precisamos todos fazer a nossa parte....não apenas na hora de votar e sim, sempre....seguir as regras, respeitar outras pessoas.
Você já faz isso? Então passe a cobrar dos outros! Isso está no poder de todos nós.
O Brasil somos NÓS, nosso comportamento, nosso jeito de ser.....o povo brasileiro é que representa o Brasil...não somente o presidente ou os políticos....e se quisermos ter um Brasil diferente, NÓS temos que ser diferentes e não apenas cobrar mudanças na política.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Na sala com... Dilma e Lula! ( ficção)

Era uma vez...


...numa tarde quente e seca no palácio do planalto.

Roendo suas unhas, a presidente Dilma anda em círculos há duas horas, esperando seu amigo, companheiro da luta e mentor Lula, que marcou um encontro com ela aqui.
O desespero está tomando conta dela!

Há anos ela foi treinada para detonar qualquer membro do PSDB, aprendeu a fazer os ataques certos, sabe quais são as frases de efeito mais eficazes para afastar o mau olhado PSDBista ! Mas agora apareceu outra adversária de outro partido e os chavões e slogans de sempre parecem não funcionar...bem que ela tentou!

E esses malditos jornalistas, que fazem perguntas muito chatas o tempo inteiro.
Os debates então, são um horror. Ninguém fala o que foi planejado e ninguém faz qualquer pergunta para qual ao menos uma das respostas previamente elaboradas, poderia servir!

Finalmente Lula chega com duas horas e meia de atraso, por ter estado num churrasco.


A conversa toma seu rumo....





- Me ajude Lula, o que é que faço agora??

- Se acalme!

- Não dá. As coisas andam complicadas! Você não acompanhou as últimas pesquisas???

- Fique tranquila, você é a melhor de todos os tempos, a primeira mulher a assumir a presidência nesse país que nunca antes na história....

- Mas você me disse que seria mais fácil!!! Que bastaria sentar na cadeira e sorrir!!! Que não precisaria falar muito....mas tenho que falar o tempo todo e você sabe que não sou boa nisso!!!

-Ah, o povo nem escuta e quando escutam, esquecem logo...já te falei isso antes. Não há com que se preocupar.

- E os jornalistas? Eles me perguntam....coisas....

- Esses malditos!!! Essa mídia traicoeira!!!  E tudo coisa do FHC!!! Não diga nada!
Você  não sabe de nada, simples assim. Negue!

- Mas não posso negar algo que ...as pessoas viram, filmaram e gravaram!

- Negue mesmo assim! Diga que é um complô, uma difamação e mentira e em último caso você diz que é culpa do PSDB e que há casos piores feitos pelo partido deles....essa sempre cola!

- Mas e a Marina...o que faço com a Marina.....Ai, minha cabeça!!!?

- Diga ao povo que você vai construir ainda mais casas, mais escolas, mais UPAs, mais estradas....você já anunciou  aquele negócio do trem bala?

- Já !

- Minha casa, minha vida??

- Já !

- O Pré-sal??

- Já !

- Que o povo precisa ser mais otimista??

- Já ! Mas isso tudo parece que não está funcionando...a Marina só faz crescer....

- Então diga que ela é uma ameaça ao Brasil, que ela é muito religiosa. O pessoal gosta da palavra "fundamentalista" e avise que ela pretende privatizar a Amazônia!!! O povo pira quando escuta a palavra "privatização".. fale que ela está ameaçando o mundo livre, as fronteiras e o estado laico... 

- Mas...

- Não pense tanto. Basta repetir que ela é uma ameaça. Repita comigo..

- Marina é uma ameaça fundamentalista para o estado laico!!
  Marina é uma ameaça fundamentalista para o nosso estado laico!!

- Pronto....seja forte companheira e lembre se : Nossa força reside na negação.
Negue tudo, negue sempre, negue com fé! Comigo sempre funcionou e vai funcionar contigo também!

- Mas...

- Tudo está ótimo, tudo está maravilhoso.... nós estamos bem...vou voltar agora pro churrasco e você deveria ir pra manicure, suas unhas estão terríveis!

domingo, 17 de agosto de 2014

Caçando palavras...




A cabeça é um lugar curioso.
Freqüentemente imagino a minha, como uma grande repartição, cheia de corredores sem fim, um verdadeiro labirinto, com portas que levam para cômodos cheios de prateleiras, onde guardo minhas lembranças, livros que já li, filmes que já assisti, imagens e músicas, cheiros e sabores, emoções e sensações.
Tenho ate uma sala especialmente para "rostos conhecidos", da qual perco constantemente a chave, por isso as vezes não consigo me lembrar quem era aquela senhora que falou comigo no supermercado!
( Que me perdoem, por favor, pelas gafes que já cometi por causa disso!!! )

Como gosto de escrever, tenho várias saletas só para guardar palavras...organizei elas por línguas, esquisitice, dificuldade, rareza, ironia, sarcasmo, tipos de humor e simples uso cotidiano.
Tudo de portas sempre abertas, para ter acesso fácil.

Mas palavras são traiçoeiras!
Elas talvez não gostam do meu sistema de organização, porque vivem se embaralhando e ficam trocando de lugar, principalmente na hora que eu mais preciso delas!
Isso acontece muito comigo...
No momento em qual estou mentalmente formando uma frase e tento começar a escrever, elas começam com sua brincadeira de pique-esconde...e a frase tão bem formulada na minha cabeça, se dissolve lentamente, ficando sem forma definida e sem sentido.
Na tentativa de recuperar e organizar as palavras certas , elas começam a flutuar e se misturar com aquelas de outras línguas.
Nessa hora faço conexões e traduções malucas do inglês pro alemão, pro francês e de volta pro português.
Atendo os caprichos delas, traduzindo palavras que aparecem como telas de "Pop-up" sem propósito algum, como por exemplo a palavra "Finger", que é alemão, mas também existe no inglês e significa "dedo" em ambas....a questão só é : por que cargas d'água (!) estou pensando agora em "dedos" ???
Não há nenhuma ligação "what so ever" com o texto que quero escrever.

As vezes passo um dia inteiro assim, a mercê e na busca das palavras das quais preciso tanto para explicar minhas ideias políticas num debate ou relatar fatos reais ou fantasiosos num artigo ou numa crônica.
Ao contrário daquelas pessoas que parecem flutuar numa incessante corrente rica em palavras que combinam entre si, eu vivo numa constante luta para desenvolver meus textos.

Ainda bem que é disso que gosto.







terça-feira, 5 de agosto de 2014

SOCORRO....Mamãe está no facebook !!!!

Quando os meus filhos eram adolescentes, meu marido e eu ficávamos vigiando o tempo que eles podiam passar no computador.
Ficávamos atentos nos menores sinais de vício, escondíamos os cabos quando saíamos de casa ou desligávamos a geral... tudo para poder tirar eles na frente da tela.
Tínhamos na época um único computador que servia para toda família. Era tanto um instrumento de trabalho do meu marido, como também servia para pesquisas escolares.

Os anos passaram, as coisas mudaram e os papeis se inverteram...

Hoje o computador exerce uma atração mais forte sobre mim do que sobre meus filhos.
As redes sociais capturam uma boa parte do meu tempo todos os dias e meus filhos tentam me tirar da frente do monitor ou pior...tentam conversar comigo enquanto estou no meio de um debate :









-Mãe!.......Mamãe!?.......Mãeee???...........MAMÃEEEEEEEE!!!!!!......Mãe............ Peeeeelamordedeus !!!!!

- Hã??.......... Fale...

- Mãe, posso mais tarde sair com uma amiga minha pro Shopping?

- Humm....

- Mãe?.....Mãee??....Alooooooooooooooooooooo!!!!

- Sim..... o que você disse?

- Perguntei se eu podia ir ao Shopping com uma amiga minha mais tarde!

- Ahnn...sei lá....

- Pelamordedeus mãe....tente responder algo que faça sentido.......mãeeee????

- Pode ser , né?

- Como assim "pode ser" ?? Posso ou não posso ir?

- Depende!

- Depende de que ??

- Depende de você me deixar em paz no momento....estou meio ocupada!

- Ocupada com que? Facebook??

- Ahan....

- Mãe....Mãeee....Mãããããeee

- Hummmm??

- Olha, estou grávida!

- Ahann...

- de gêmeos!!

- Ehh...

- Vou embora morar no Alasca....amanhã....estou fazendo as malas!!!

- humm...

- AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH....MÃE!!! Vou puxar o maldito cabo do computador...juro que vou puxar!!!

- Sei....

- Por favor mãezinha querida...tem como você prestar atenção pelo menos por um minutinho....só um minutinho??

- Você é muito impaciente, sabia?

- Eu só queria saber se vou poder sair pro Shopping....

- Sim...e ??

- Você me deixa louca!!

- Ah bom...estamos quites então !

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

" O POLTERGEIST "

A palavra alemã "Poltergeist" ficou internacionalmente conhecida com um filme do ano 1982, de Steven Spielberg, do mesmo título, que em português ainda ganhou o aditivo  -"o fenômeno",







A palavra pode ser traduzida como "espírito barulhento", ou seja, onde existe um Poltergeist geralmente batem portas e janelas, caem copos, pratos e panelas, escutam se gemidos, risos ou correntes sendo arrastadas.

No lendário alemão, esse espírito, além de barulhento, é "brincalhão" também. Coisas somem e reaparecem em lugares completamente inusitadas.

Porque eu estou escrevendo e explicando tudo isso?

Bem...eu acho que um Poltergeist deve estar morando conosco! 
Há anos!

Não vou aqui reclamar de meias sumidas durante a lavagem, ate porque sei, que meias somem mesmo por um portal mágico de um mundo paralelo, que por acaso se encontra dentro da minha maquina de lavar roupa...
Não!!
Eu reclamo de bens bem mais valiosos que meu "Poltergeist" insiste em dar sumiço.
No ano passado, ele sequestrou o I-Pod da minha filha por exatos dois meses, no mês passado ele raptou toda documentação do imposto de renda e essa semana, o atrevido pegou o meu celular! 
Ninguém mexe com meu celular sem a minha permissão!!!
E enquanto o procurei nos lugares mais óbvios, como por exemplo nas brechas do sofá, eu podia jurar que ouvi uma risada maliciosa.

Até já me acostumei que livros, Cds e Dvds, óculos, controles remotos da TV e do portão, chaves e contas a pagar, desaparecem com muita frequência, para  reaparecer, dias ou semanas depois, na geladeira ou debaixo dos lençóis dobrados no guarda-roupa!

Eu realmente ficaria tão mais contente se o danado fizesse minhas janelas e portas baterem em vez de esconder as minhas coisas.


Já plantei espadas de São Jorge e já espalhei um quilo de sal grosso, só não consegui um padre disposto pra fazer um exorcismo e na igreja evangélica mais próxima me mandaram procurar uma delegacia....para fazer um B.O.!

Agora o jeito é chamar os Caça- fantasmas....








.....Porque eu realmente quero o meu celular de volta, ora bolas!!!

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Uma breve história de sorte no azar!

Na última famigerada sexta-feira 13, bateram no meu carro.

Numa luta de um Amarok versus um Honda Fit, o resultado é previsível.
O Fit perde.
O meu pelo menos perdeu a mala e o parabrisas.
Eu poderia então chegar a conclusão, que uma sexta-feira 13 é um dia que realmente dá azar, se....
se a história não tivesse uma continuação.

O motorista do Amarok, um rapaz de apenas 21 anos, saiu do carro dele logo perguntando se alguém tinha se machucado.(O que não foi o caso...) Depois disso, tanto ele como eu, fomos olhar o estrago.
Nenhum de nós tinha seguro e eu fiquei preocupada, se ele assumiria a culpa (que era de fato dele!)ou se teríamos que esperar horas pela perícia.
Ele admitiu a culpa , me deu todos os dados dele, insistiu que eu verificasse que o numero de telefone que me deu, fosse realmente dele. Eu fui fazer orçamentos em duas oficinas e ele passou o final de semana fazendo pesquisas em outras e me levou para uma da confiança dele que prometeu entregar o carro no prazo mais rápido possível.
Me ligava pra dar notícias e marcar a hora para ir junto comigo. Pagou o serviço sem resmungar.

No nosso mundo atual, isso se chama : sorte!


Por que é que conto tudo isso?

Porque sempre vale a pena ressaltar o bom, o honesto, o certo e o "fairplay" no mundo.


quarta-feira, 11 de junho de 2014

"Carpe Diem"....mas nem tanto!





Se alguém fizesse um questionario sobre os maiores problemas no Brasil, a maioria das pessoas provavelmente apontaria os mais óbvios :

Corrupção
Impostos, taxas e burocracia
Péssimos políticos
Miséria

Pra mim, a causa primária de todas as nossas mazelas, é o "imediatismo" da nossa sociedade.
Olhando bem, tudo que nos cerca parece ser regido por ele....

Na política, por exemplo, podemos perceber que as pessoas querem conseguir todos os benefícios finais de uma sociedade saudável e equilibrada, normalmente construída num processo lento, contínuo e progressivo, da maneira mais fácil e com o mínimo de esforço pessoal, o que logicamente requer soluções quase milagrosas.
Por isso, qualquer candidato que for suficientemente esperto para fazer as promessas certas no palanque, precisa provar mais nenhuma competência real para se eleger com sucesso.
Ao descobrir que as promessas eram bonitas, porém vazias, alguns revoltados vão a rua se "manifestar", apedrejando um ou mais ônibus e algumas lojas, mas logo em seguida elegem com uma Fé quase religiosa, o mesmo tipo de político de novo!

Por causa da nossa sociedade imediatista, são gastos milhões e bilhões em muitas obras desnecessárias e mesmo as obras de grande necessidade só funcionam por um curto período, porque foram feitos com  pressa, ineficiência e somente para impressionar outros, satisfazendo alguns egos inflados, que dessa forma podem colocar logo uma placa inaugural com seu nome (a placa tendo uma durabilidade maior do que a obra na qual foi pendurada!!!) ....e depois tudo é deixado para a depredação por parte dos "usuários".
A palavra "manutenção" , não faz parte do vocabulário de um "imediatista"!

As escolas e universidades preparam para provas finais, mas não para a vida. 
Temos amplos incentivos para empréstimos em vez de melhores salários e planos de carreira estruturados.
Policiais atiram primeiro para interrogar depois, pessoas são linchadas por causa de boatos, o conhecimento é tirado do google em vez dos livros, pessoas acreditam que "parir" é sinônimo de "educar" e a política apenas oferece operações "Tapa buraco" em todos os seus setores...tanto na infra estrutura, quanto no combate da miséria, onde tudo é feito apenas para o momento, visando no máximo o futuro mais próximo : as eleições.
Ate mesmo o nosso trânsito caótico é um retrato do nosso imediatismo cotidiano!

A cultura do "quero tudo e quero agora!" precisa mudar, porque estamos sacrificando valores do futuro em nome de um presente volátil.... precisamos nos lembrar de um bom e velho ditado, que resume uma verdade incômoda :